O que você procura
você está no Hospital Quinta D'Or
Hosp Israelita
Hosp Niteroi D'Or
Hosp Assunção
Hosp Norte D'Or
Hosp Badim
Hosp Oeste D'Or
Hosp Bangu
Hosp Quinta D'Or
Hosp Barra D'Or
Hosp Ribeirão Pires
Hosp Bartira
Hosp Rios D'Or
Hosp Caxias D'Or
Hosp SANTA LUZIA
Hosp Copa D'Or
HOSP SÃO LUIZ
Hosp e Mat Brasil
Hosp São Marcos
Hosp Esperança Olinda
Hosp Sino Brasileiro
Hosp Esperança Recife
Hosp Villa-Lobos
Hosp iFor
Hospital Copa Star
HOSPITAL REAL D'OR
Mudar hospital

Notícias


07/11/2018 - IDOR abre unidade em São Paulo

 

O Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (Idor) abriu uma unidade em São Paulo no final do mês passado. Lá, profissionais vão estudar novos tratamentos para o câncer e doenças neurológicas.
 
De acordo com a direção da Rede D’Or São Luiz. responsável pelo projeto, R$ 6,7 milhões serão investidos no Idor paulistano até o final de 2018. Além da oncologia e da neurologia, o centro tem linhas de pesquisa para medicina intensiva, medicina interna e pediatria.

“Em essência, o objetivo do empreendimento é desenvolver inovações, principalmente em relação a doenças que devem ser cada vez mais frequentes na sociedade”, disse Luiz Eugênio Mello, diretor de pesquisa e desenvolvimento do Instituto D'Or.
 
O entrevistado explicou que, conforme a população envelhece, ficam mais comuns as ocorrências de doenças relacionadas à degeneração celular, como o Mal de Parkinson e o Alzheimer.

“Hoje é menos provável que uma criança morra de sarampo, ou um adulto morra de tuberculose.
Entretanto, a incidência de câncer e doenças ligadas ao sistema nervoso aumentou”, afirmou Mello.
Segundo ele, o Idor vai gerenciar e estimular o trabalho de pesquisa realizado pelos médicos da própria Rede D’Or São Luiz. uma das maiores do País. O entrevistado disse, também, que o projeto conta com parceiros importantes, como a Universidade de Stanford e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj).
 
Além disso, seguiu ele, está sendo estudada uma aliança com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).
Em nota, o Instituto D’Or indicou que a Universidade de São Paulo (USP) também será parceira do projeto, focando no treinamento cirúrgico e no uso da robótica.
 
Mais investimento Também em nota, o oncologista Paulo Hoff, que comandará o centro de pesquisa paulistano, defendeu um avanço do investimento vestimento em pesquisa no País. Ele afirmou que o Brasil precisa de aportes cada vez mais robustos em pesquisa, ciência e extensão, além de uma melhor capacitação dos profissionais da área médica.

Com a crise econômica, os recursos da área de pesquisa sofreram fortes baixas nos últimos anos. Em 2018, o orçamento previsto para Ciência e Tecnologia, no começo do ano, era de R$ 1,4 bilhão, menos de um quinto do valor destinado ao setor em 2010.
“Estamos comprometidos com a geração de conhecimento. É fundamental o compartilhamento dos processos e resultados das investigações com médicos e demais profissionais, que utilizarão esse conhecimento na prática, transformando o dia a dia dos hospitais”, afirmou Hoff, que também é o presidente da Oncologia D’Or.
Novidade Aberta no dia 24 de outubro, a sede paulistana do Idor fica na Avenida República do Líbano, 611, Ibirapuera, na zona sul da capital paulista.
 
O centro de São Paulo surge dez anos depois da criação do Idor carioca, que abriga um dos mais avançados centros de pesquisa em neurociências do Brasil. Durante 2018, a sede do Rio de Janeiro recebeu mais de R$ 11 milhões para a realização de pesquisa médica.
 
De acordo com o Instituto D'Or, “a preocupação com o bem-estar do paciente na jornada de tratamento contra o câncer é uma das prioridades” das pesquisas.
Além desses trabalhos, a unidade paulistana também vai abrigar cursos de pós-graduação, bem como treinamentos e capacitações oferecidos por especialistas.


Fonte: DCI